Menu
Home Latest News Menu
Interviews

O Brasil é como uma segunda casa para mim”, falamos com Seth Troxler sobre sua nova vinda ao país

DJ americano toca na Circoloco, S.O.M Festival e CarnaRARA dias 09, 10 e 12, respectivamente

  • Marllon Eduardo Gauche
  • 8 February 2024

O Brasil é conhecido pela receptividade do povo, pela comida saborosa, pela riqueza musical, pela diversidade e, principalmente, pela alegria das pessoas, características que vão totalmente de encontro com o perfil irreverente de Seth Troxler, um DJ americano de sangue, mas que possui uma conexão inegável com o nosso país há pelo menos 15 anos, quando tocou por aqui pela primeira vez.

Durante todo esse tempo, o laço entre o artista e o público brasileiro apenas se fortaleceu, foram incontáveis festas, clubs e festivais com sua presença que sempre deixaram um gostinho de quero mais, tanto que sua vinda ao Brasil se tornou quase que um compromisso anual - principalmente durante a época de carnaval.

Seth tem um carinho enorme por esse período festivo e por como as pessoas o celebram, sendo totalmente livres, um carinho tão grande que ele mesmo resolveu idealizar sua própria festa aqui, gratuita, o CarnaRARA.

O primeiro evento aconteceu em fevereiro de 2020, pouco antes da pandemia, rolou novamente em 2023 e chega agora para sua terceira edição no próximo dia 12, com ele encabeçando o lineup ao lado de Dennis Cruz, DJ Tennis, Chloé Caillet e outros 10 DJs nacionais.

Porém, durante a tour, ele ainda toca antes no dia 09, na Circoloco, que rola no Museu do Amanhã, e dia 10 no S.O.M Festival, na praia de Trancoso, na Bahia, tríade de festa que com certeza vai extrair o melhor que Troxler pode oferecer em termos de sonoridades ao público brasileiro.

É claro que, como um amante da gastronomia e ex-dono de restaurante, ele também deve aproveitar a viagem para comer bem em alguns lugares — inclusive deu uma pista de onde ele deve saborear um cordeiro ao longo da entrevista.

Enquanto isso, você pode aproveitar para ler o nosso bate-papo rápido que fizemos com ele e curtir o novo álbum ‘Reality’, lançado através do seu projeto em duo Lost Souls of Saturn, um disco experimental pra ser ouvido do início ao fim.

Q+A: Seth Troxler

Olá, Seth! Obrigado por nos receber. Sua próxima turnê no Brasil, que inicia dia 09, parece ser uma continuação de uma conexão especial que você estabeleceu com o nosso país. O que se passa pela sua cabeça quando pensa que vai tocar aqui? Algo mais especial ressoa no seu coração, especialmente durante a temporada de Carnaval?

Olá, pessoal! Sinceramente, o Brasil é como uma segunda casa para mim. Venho aqui há uns 13 ou 15 anos. Perdi a conta, mesmo…

Namorei uma brasileira por muito tempo (ela me deixou), mas o que mais amo no Brasil é o fato das pessoas se parecerem comigo.

O sabor da cultura negra está em tudo que é brasileiro - na comida, na música, na forma como as pessoas sentem seus corpos.

É muito não europeu ou americano. Isso me lembra como as pessoas são na minha terra, Detroit, mas aqui é celebrado, enquanto nos EUA, só há pequenos lugares onde realmente podemos expressar totalmente esse sentimento.

Nós já lemos algumas histórias sobre, mas gostaríamos de um depoimento vindo diretamente de você. O CarnaRARA surgiu em 2020 após você viver a magia dos bloquinhos de rua no Rio de Janeiro um ano antes, certo? O que de mais especial aconteceu naquela época para você querer criar uma festa com ingressos gratuitos?

Na verdade, eu estava tocando em muitos eventos VIP’s durante o Carnaval para os ricos. E não há nada de errado com isso - mas não eram os eventos que eu frequentava com meus amigos; os blocos, as festas gays. As coisas reais. Eu queria fazer parte disso.

Nós sabemos que você também cultiva um amor pela gastronomia. Além das gigs, essa também é uma prioridade sua quando visita o Brasil? Você tem alguma programação de lugares que pretende ir ou comidas que deseja comer desta vez?

Uma parada obrigatória para mim no Rio é sempre a Nova Capela, o cordeiro de lá é divino!

E falando em comida, há alguns anos atrás você teve seu próprio restaurante, Smokey Tails. Na sua opinião, existem paralelos entre criar um prato perfeito e criar um DJ set memorável?

O jeito que eu cozinho é igual ao meu jeito de ser DJ. Eu improviso. É como fazer amor, você tem que sentir a pessoa.

Você precisa sentir o prato, ou a música. Cada ocasião é diferente e requer abordagens diferentes. Acho que é assim que você se torna bom em tudo isso.

Agora falando sobre coisas mais recentes e menos filosóficas, você acabou de revelar o álbum ‘Reality’ com o seu projeto Lost Souls of Saturn. O que você pode nos falar a respeito das 08 faixas que estão presentes? Porque percebemos muitos elementos e ideias diferentes ao longo da audição…

É uma experiência de audição única. É pra ser ouvido do início ao fim. É também uma instalação de arte que está atualmente em exibição na galeria de vídeo em Londres chamada W1 Curates.

Além disso, e o mais importante, é também uma história em quadrinhos de realidade aumentada, que conta a história de origem do conceito por trás do nosso trabalho, que trata de Saturno e da humanidade vivendo em uma realidade semelhante a uma matriz.

Também exploramos esse tema em nosso primeiro álbum. A música é um pano de fundo para essas ideias. É um verdadeiro álbum conceitual — quanto mais você se aprofunda, mais camadas há na cebola.

E atualmente, mesmo com uma agenda de apresentações tão corrida, você ainda encontra tempo para o seu lado pessoal? Para buscar novas experiências e quem sabe arriscar em outros empreendimentos criativos?

Bem, acabei de ter meu segundo filho, então, fora de tudo isso, tenho alguns projetos grandes em que estou trabalhando, mas não posso falar sobre eles ainda. Realmente quero focar na minha família.

Por fim, uma palavra para os fãs brasileiros que irão te ver pela primeira vez. Obrigado, Seth!

Vai ser “estranho”. Aceite isso. Aproveite a sensação de formigamento na sua espinha.

Photos: Seth Troxler by Bill Patrick

Load the next article
Loading...
Loading...