Search Menu
Home Latest News Menu
Features

Estão os eventos 'long sets' de Top DJs (marathon sets) limando os novos talentos?

Bookings de DJs que tocam a noite inteira são para nomes que garantem público

  • James Ball
  • 26 April 2019

Em 2018, os all night long sets se tornaram incrivelmente populares.

Na noite de 16 e 17 de novembro, eventos desse tipo aconteceram no Reino Unido com Artwork, Avalon Emerson, Jonas Rathsman, Kölsch, Mella Dee, Or:la, Rødhåd, Skream e Young Marco. Objekt chegou a fazer dois shows seguidos, um em Glasgow e outro em Londres ao lado de Call Super.

A série Superstition, do Village Underground (espaço de eventos em Londres), apresentou uma sequência de oito eventos do tipo no total. No período, a festa Sotlight On tambem faturou com all night sets em points como Belfast, Liverpool, Manchester e Newcastle.

E a tendência não mostra sinais de queda. Muito pelo contrário, parece que a coisa está se espalhando para outros lugares.

O formato não é nada novo.

All night long sets foram um marco das antigas festas skool que criaram as bases para a dance music, de Larry Levan na Paradise Garage às sessions de Music Box de Ron Hardy. Mas agora a coisa está tomando uma completamente diferente proporção.

Quando a Fabric (lendária balada de Londres) apresentou uma série de all night sets do label 'All Night Long' em 2017, o release de imprensa dizia, “os sets longos e viagens sonoras definiram as noites de sábado na Fabric e proporcionaram algumas das experiências musicais mais especiais ao longo dos nossos 18 anos de história".

Ótimo, certo? Com o enfraquecimento das residências convencionais e o aumento dos eventos ao estilo dos festivais, é difícil não curtir uma festa com aquele DJ que você mais gosta tocando por horas a fio a música que você adora.

Mas o que esse movimento os novos e jovens artistas pode ser algo bem diferente.

Como Midland explicou há alguns anos, “De novo e de novo, chego ao fim de um set de duas horas e quando estou começando a curtir, acabou.”

Enquanto gêneros como footwork e grime se adaptam a transições ágeis, o house e o techno podem ter uma realidade diferente quando condensados em porções de uma ou duas horas; os long sets de noite inteira, fornecem tempo suficiente para DJs de house e techno estabelecerem um clima para seus sets.

Mas o que o crescimento da demanda dos all night sets significa para novos DJs e artistas que parecem estar sendo excluídos da paisagem da dance music?

Especialmente em Londres, é uma queixa comum de DJs em ascensão que é quase impossível conseguir shows como DJ de warm up, a menos que você ou seu companheiro iniciem a noite, e o aumento de séries de all night sets só pode exacerbar esse problema.

Todas os bookings são geralmente direcionados para artistas estabelecidos que podem trazer público, algo que deixa os novos DJs totalmente para trás.

Embora o retorno do formato seja uma saída bem-vinda aos formatos desgastados, as noites com vários artistas permitem que os freqüentadores de clubs conheçam novos artistas que eles podem não ter ouvido antes.

Numa festa da Discwoman no Southbank Centre em agosto passado, ouvi Kamixlo, Peach, Shyboi e Umfang tocarem ao vivo pela primeira vez, artistas que venho seguindo desde então.

É preciso desafiar os promoters para garantir que novos artistas tenham a chance de tocar.

Como parte da reformatação da FABRICLIVE, foi decidido que a pista 3, recentemente reaberta, seria usada para mostrar coletivos e labels novos.

Jack Robinson, que lidera a política de reservas da FABRICLIVE ao lado de Jules Le Meilleur, explica:

“Uma das coisas que realmente estamos tentando reconstruir é a comunidade. Estamos tentando unir comunidades e novos shows.

Os artistas do The Room 3 caras tem a responsabilidade de trazer centenas de amigos para curtir as festas. Quando todos se conhecem, a atmosfera é excelente!”

Os riscos financeiros associados às contratações de novos artistas para all night sets são enormes.

No entanto, quando a Phonox abriu em 2015, o co-proprietário Andy Peyton disse:

"Decidimos dar uma chance a um DJ relativamente desconhecido para tocar todos os sábados, sem anunciar o line up".

É uma aposta que valeu a pena - os slots de Jasper James e HAAi no sábado foram muito bem sucedidos tanto para o club quanto para os DJs, estabelecendo o local (em Brixton) como um marco no cenário clubbing de Londres.

A iniciativa catapultou os dois artistas para novos patamares - um sinal de que o formato all-night set não precisa necessariamente ser uma barreira para novos DJs.

O formato em si pode não ser tão rígido quanto o título sugere.

Os promoters Zutekh, de Manchester, por exemplo, contratam top DJs para all night sets constantemente, mas equilibram a coisa com sets dos DJs residentes Damian Martez, Dave Duffy, Henny Hall, James Crossan e Richie Hall.

A real é: os DJs de warm-up de hoje podem ser os superstars de amanhã.

Mas isso só vai rolar se eles tiverem a chance de tocar!

Leia tambem: Como Evitar O Esgotamento (Burnout) Gerado Pelo Excesso De Viagens, Shows E Tours.

Illustration: Calum Heath (check his website)

Load the next article
Loading...
Loading...