Search Menu
Home Latest News Menu

Do melódico ao techno intenso: como o som de Alex Justino se transformou ao longo dos anos?

Destrinchamos a evolução sonora do produtor goianiense, headlabel da Nin92wo

  • Marllon Gauche
  • 12 May 2020
Do melódico ao techno intenso: como o som de Alex Justino se transformou ao longo dos anos?

Evolução é uma palavra que está constantemente no dicionário de um artista.

Seja na fotografia, no cinema, na pintura, na música ou em qualquer outra área, o processo de evolução é algo natural e ocorre para todos, para o DJ, produtor e headlabel da Nin92wo, Alex Justino, não é diferente.

Se voltarmos no tempo, lá em 2010, e revirássemos as primeiras produções de Alex, veríamos um artista bem diferente do atual.

Nos primeiros anos, produziu House, Deep House e até alguma coisa com referências de Disco.

Em 2012 ele fundou a Nin92wo e a partir daí começou a ter contato com um universo ainda mais amplo da música eletrônica, até que no final de 2015 a curadoria começou a se aproximar bastante do Techno, mesmo momento em que Alex descobria sua paixão pelo estilo.

Suas primeiras produções com facetas mais obscuras e misteriosas começaram no início de 2016, quando lançou o single “Never Ended” pela Thousand, produziu em collab com Talking Machines a faixa “Emphasis” pela Nin92wo e remixou a track “Beyond Feelings” de Be Morais pela Not Another.

Muito confortável entre as melodias do Techno, Justino lançou o EP Crotalus pela Nin92wo, trabalho feito em parceria com Monobloq, que recebeu ainda remixes de Touchtalk, Shake Sofa e Rods Novaes com Wender A., um EP poderoso.

O trabalho consistente e a nova guinada sonora lhe abriram novas portas logo em seguida, com destaque para seu EP Antilophia, assinado pela gigante Steyoyoke Black em novembro de 2016; a faixa-título é uma das mais reproduzidas da carreira do produtor até aqui.

Em 2017, enquanto a gravadora prosperava e ajudava a revelar novos produtores, ele precisou diminuir o ritmo de suas produções para focar em uma outra iniciativa que nascia: Shadow.

A festa com base em Goiânia teve diversas edições ao longo do ano e o fez pouco a pouco inclinar-se para um som mais sombrio e intenso.

Um exemplo que ilustra muito bem essa metamorfose é a faixa Aesthetic, lançada no fim de 2018 pela própria Nin92wo no VA Arquetipo III.

Batidas distorcidas, elementos hipnóticos, hi-hats agressivos e uma atmosfera bastante peculiar era criada por Alex Justino.

Para dar continuidade a essa história imersiva dentro do Techno, o produtor abriu 2020 com um EP peso-pesado novamente pela Nin92wo.

The Message EP traz uma faixa original sua e outras duas collabs, uma com Fabio Alienato, outra com Vini Correia, todas acima dos 130 BPMs.

Hoje, com a Nin92wo e todo o trabalho desenvolvido em torno da cena underground brasileira, Alex pode ser considerado como um dos maiores fomentadores da cultura Techno em território nacional.

Que continue assim por muito tempo!

Follow Alex Justino on Instagram

Follow Alex Justino on Facebook

Follow Alex Justino on Soundcloud

Imagens: Divulgação Alex Justino

Load the next article
Loading...
Loading...