Search Menu
Home Latest News Menu
Cover Stars

WhoMadeWho: conheça a banda eletrônica da Dinamarca que virou sensação no line up dos maiores festivais do mundo

Conversamos com o trio dinamarquês formado por Tomas Høffding, Tomas Barford e Jeppe Kjellberg dias antes do lançamento do novo album 'UUUU'

  • Luciana Mantamor
  • 1 June 2022

WhoMadeWho é uma banda eletrônica dinamarquês formada por Tomas Høffding, Tomas Barford e Jeppe Kjellberg, conhecidos por suas performances de tirar o fôlego ao redor do mundo, de Roskilde a Sonar, Melt! e Burning Man.

O WMW lançou vários álbuns e uma infinidade de EPs, singles e remixes em gravadoras importantes como Kompakt, Innervisions e Life & Death.

Conversamos com os caras dias antes do lançamento do novo álbum de estúdio ‘UUUU’. Confira!

Pedimos a todos os artistas que compartilhem a história de seus primórdios com os brasileiros. Afinal, como começou o WMW?

Todos nós tivemos nossas carreiras separadas na música e já vivíamos de música quando nos conhecemos.

Barford já estava produzindo house music e fazendo turnês internacionais, Høffding tinha uma banda indie na Dinamarca e Jeppe era um renomado guitarrista de jazz.

Além disso, éramos todos jovens curtindo Copenhagen e nossas vidas.

Como os membros se conheceram e como vocês chegaram a esse nome para a banda?

Então, Jeppe tocou com a banda de Barford em várias ocasiões e uma vez num festival eles começaram a falar sobre combinar música eletrônica com instrumentos ao vivo.

Jeppe disse ‘eu sei exatamente quem devemos adicionar à banda’ e eles ligaram para Høffding, que Jeppe conhecia de uma jam session épica em um casamento.

Todos nos conhecemos em uma noite fria de dezembro em Copenhagen e começamos a tocar juntos.

Naquela noite fizemos 3 músicas bem divertidas e pouco estruturadas, mas depois de algumas semanas de produção já tínhamos a primeira demo, que enviamos para nossas gravadoras favoritas.

Três delas responderam dispostas a assinar a gente, então acho que estávamos no caminho certo.

Foi tudo tão rápido que nem tínhamos um nome quando assinamos, então a gravadora ligou e disse - agora vocês precisam encontrar um nome, pessoal.

Barford olhou para um disco do AC/DC em sua coleção de vinil que se chamava Who Made Who, e a banda concordou... foi assim que acabamos com esse nome.

O que acreditam ter sido o primeiro passo significativo do WMW, o que levou a banda ao próximo nível e ao que é hoje?

Tivemos uma carreira longa e divertida, com muitos desvios e momentos decisivos.

Um deles foi assinar com a gravadora KOMPAKT e naquela época estávamos na cena indie pop, então assinar com uma gravadora ‘techno’ deu um passo em direção à cena clubbing onde começamos e, na verdade, sempre nos encaixamos melhor.

Definitivamente, o mais significativo foi o streaming de Abu Simbel com a Cercle. Era como se tudo o que havíamos trabalhado e nossos vários talentos se unissem naquele momento.

Desde Abu Simbel a banda entrou em outra trajetória.

É trabalhoso montar produções como as de Burning Man e Abu Simbel mas muitas vezes geram resultados incríveis. Poderiam compartilhar alguma história de bastidores desses shows que continuam atraindo milhões de views online?

Quando terminamos as filmagens em Abu Simbel, almoçamos com a equipe, e os caras da Cercle disseram ‘nós vamos sair num iate amanhã, são 8 horas de viagem noturna para chegar lá e partimos em algumas horas... vocês querem ir?” Depois de pensar um pouco, topamos.

A viagem acabou durando 14 horas pelo deserto egípcio, às vezes escoltados por carros blindados e guardas, foi uma viagem difícil mas interessante e bonita. O cruzeiro foi algo especial, nadamos com golfinhos, arraias e por navios naufragados ... e nos divertimos muito com a tripulação da Cercle.

Vocês já lançaram 7 álbuns e muitos EPS em algumas dos labels mais prestigiadas do mundo,como Life & Death, Kompakt e ‘Watergate 26’. Algum plano de lançar um selo, um selo fundado e com curadoria do WMW?

Sim, com certeza, podemos fazer isso acontecer já no próximo ano, vamos chamá-lo de Tranquility e por lá lançaremos produções próprias e collabs.

Vocês tocaram recentemente em Brasil. Como foi? Alguma nova turnê brasileira a caminho?

Já estivemos no Brasil algumas vezes e sempre é incrível. Temos muitos planos, é ótimo que a América do Sul tenha se aberto para grandes eventos e que temos tantos fãs aí.

Falando agora sobre o novo álbum ‘UUUU’. Os lançamentos de EPs criaram um burburinho muito grande antes do lançamento. Vocês pode compartilhar mais infos sobre o novo álbum?

É sempre grandioso criar um álbum, já que é preciso muita energia compartilhada entre nós para que isso aconteça.

Nesse caso, a maioria das músicas que entraram no álbum foram feitas entre 2020 e 2022, mas algumas músicas são ainda mais antigas.

Embora a música eletrônica sempre tenha feito parte de nosso DNA, nos últimos anos temos nos inclinado cada vez mais para essa cena.

Uma parte muito interessante a jornada foi trabalhar com Rampa da Keinemusik, que produziu mais da metade do álbum.

Ele nos empurrou nas vezes em que estávamos travados e desenvolveu muitas de nossas demos (que estavam indo para o lixo) em ótimas músicas.

Este álbum definitivamente aponta para novas aventuras tanto em estúdio quanto tocando ao vivo ao redor do mundo.

O set híbrido apresentado no Burning Man é bem interessante. Enquanto um cuida do lado do DJ, outros cantam e tocam instrumentos, fazendo do show algo único. A turnê ‘UUUU’ também terá esses sets híbridos?

No momento estamos desenvolvendo nosso novo show ao vivo e essa é nossa prioridade agora.

Estamos construindo o live show de Abu Simbel, com muito mais instrumentos ao vivo e novas produções e versões feitas especialmente para este show.

Vamos lançá-lo em 2022, mas a configuração completa, incluindo palco, luzes e design visual sai até 2023.

Tocamos muitos DJ sets híbridos, mas sempre com apenas dois de nós, com faixas de outras pessoas também.

Os cenários híbridos nos dão mais liberdade para brincar e experimentar, e não estamos limitados pelo tempo ou configuração do palco, o que nos dá oportunidades de conhecer mais fãs em vários cenários ao redor do mundo.

O set ao vivo será minuciosamente produzido, pois queremos criar belos momentos musicais e visuais para multidões maiores.

Mover pessoas e criar memórias juntos é basicamente o motivo pelo qual levantamos todos os dias, vamos ao estúdio ou pulamos em um avião de lugar para lugar.

Uma banda como o WMW deve ter eventos e projetos alinhados por meses e até anos pela frente. Podem contar sobre algum projetos futuro aos fãs brasileiros?

É um pouco difícil, porque não podemos anunciar muito do que estamos confirmando agora... mas definitivamente existem coisas divertidas e especiais em andamento.

Última! Algum conselho aos novos artistas que estão trabalhando em projetos envolvendo bandas de música eletrônica?

Mantenha-se original, persistente e paciente!

'UUUU' Album Tracklist (Digital)

1. WhoMadeWho - The Fall

2. WhoMadeWho & Rampa - UUUU

3. WhoMadeWho – Silence & Secrets

4. WhoMadeWho – Moon After Moon

5. WhoMadeWho – Elsewhere ft. Kat Frankie

6. WhoMadeWho – Ojo De Agua

7. WhoMadeWho – LIFE

8. WhoMadeWho & Rampa – Everyday

9. WhoMadeWho – Never Alone

10. WhoMadeWho – Summer (Album Edit)

11. WhoMadeWho – Hera

12. WhoMadeWho – Mermaids

13. WhoMadeWho – 11-11 ft. AVA4K

Album Tracklist (Vinyl)

A1-WhoMadeWho - The Fall

A2-WhoMadeWho & Rampa - UUUU

A3-WhoMadeWho – Silence & Secrets

B1-WhoMadeWho – Moon After Moon

B2-WhoMadeWho – Elsewhere ft. Kat Frankie

B3-WhoMadeWho – Ojo De Agua

C1-WhoMadeWho – LIFE

C2-WhoMadeWho & Rampa – Everyday

C3-WhoMadeWho – Never Alone

D1-WhoMadeWho – Summer (Album Edit)

D2-WhoMadeWho – Hera

D3-WhoMadeWho – Mermaids

D4-WhoMadeWho – 11-11 ft. AVA4K

Você tambem pode acessar essa entrevista em Português e Inglês em formato revista online aqui.

You can also access this interview in Portuguese and English via online magazine here.

Follow WhoMadeWho on: Instagram | Facebook | Soundcloud | YouTube

Photos: Lasse Bak Mejlvang

Next Page
Loading...
Loading...