Search Show Menu
Home Latest News Menu
News

Sónar 25 anos em 5 momentos

Feliz aniversário, Sónar!

  • Amanda Foschini
  • 27 June 2018
Sónar 25 anos em 5 momentos

Ainda estamos nos recuperando da edição de 25 anos do Sónar Barcelona. Os três dias - intensos - de festa, nos mostraram porque o festival continua sendo um dos melhores festivais do mundo quando o assunto é música eletrônica. Mas edição deste ano foi além e também flertou com o trap, o R&B e até o flamenco. Foram muitos os momentos inesquecíveis desta edição, mas separamos os nossos cinco favoritos. Aqueles momentos que servem para lembrar porque a música é tão poderosa.

1. James Murphy, 2manydjs e Despacio

Inferninho escuro, discoball, sistema de som que estala na alma. Festa como manda a regra. O espaço Despacio fez todo mundo dançar o suingue eclético da dobradinha mais que certeira entre James Murphy e os rapazes do 2manydjs. DJ artista pedindo atenção? Não. A estrela no Despacio foi a música e os DJ's, escondidos atrás de caixa de som, só estavam ali para estender o tapete vermelho.

2. Laurent plays Garnier

Laurent Garnier tem uma história antiga intima com o Sónar Barcelona. Há anos, é dele a honra de pedir a conta do festival no set final do domingo às 7 da manhã. Honraria concedida somente a quem entende do rolê. Neste ano, além de fechar o evento, Laurent participou do Sónar Day em um set especialíssimo onde tocou somente suas produções. Aula de música eletrônica para quem esteve por ali.

3. Yaeji

A produtora/cantora/DJ é meio coreana, meio americana e inteira trabalhada na lenha. Seu set no fim da tarde pegou desprevenido quem passava por ali e ainda não conhecia seu trabalho: grave gordo pegando forte, melodia perfeita para a jogação e os vocais quase etéreos feitos por ela mesma, fizeram com o que público fosse chegando, ficando e pedindo mais. Seu blend de pop coreano com house 4x4 funcionou lindamente na pista. O caminho de Yeaji é longo e ela está só começando.

4. LCD Soundsystem

É bom no seu fone de ouvido, mas é maravilhoso vê-los ao vivo. O disco-rock do LCD tira todo mundo para dançar e agente sempre diz sim. A simpatia de James Murphy fez todo mundo se sentir à vontade para cantar "You wanted a hit" como se fossemos ele. O final com "All my Friends" teve poças de emoção encharcadas de abraços e gritos.

5. Rosalía

Uma figura ainda pouco conhecida fora da Espanha, Rosalía é uma Beyoncé espanhola que mistura flamenco, R&B e um toque de eletrônica. A moça se fez estrela no Sónar apresentando seu novo show - que tão cheio teve gente do lado de fora - com visuais, bailarinos e um vozeirão que parecia correr por entre as pilastras do palco SonarHall. A moça ainda vai ganhar o mundo e seu rasante no Sónar foi o lugar onde tudo isso começou.

Load the next article...
Loading...
Loading...