Search Show Menu
Home Latest News Menu
Features

David Tort: sangue eletrônico

Conheça um dos mais famosos nomes da dance music internacional

  • Mixmag Team
  • 13 October 2017
« Read this article from the beginning

2 David Tort

Qual foi o primeiro lançamento (ou residência) que realmente marcou sua carreira?

Fui residente por mais ou menos 15 anos antes de me tornar DJ internacional. Foi um treinamento muito bom, encarei todas as minhas residências com o mesmo amor, mas algumas realmente me marcaram, como a UFO na minha cidade e L’Atlantida Sitges onde eu toquei por 7 verões.

Em 2009, ganhei o prêmio de melhor DJ residente, mas eu tinha que escolher entre isso ou o mundo, então foi um grande momento para partir. Claro que tambem tem a Space Miami, minha última residência por 6 anos, minha família em Miami. A Space é a minha segunda casa. O terraço me ensinou muitas lições. É um lugar mágico onde os DJs se transformam em melhores DJs.

Ao mesmo tempo, fiz algumas faixas que considero chave no meu sucesso. ‘Work it out’ com DJ Ruff e DJ Disciple fez a coisa ficar mais séria, e então eu fiz remixes de ‘Amazzonia’ e ‘No Turning Back’ de Gui Boratto, o que me levou ainda mais longe. A faixa que realmente fez o meu som de assinatura e que eu ainda toco em cada show é ‘Lost in Acid’.

Honestamente, isso foi apenas o começo, porque eu fiz tanta música que eu nem consigo lembrar direito - ‘One Look’, ‘Chase The Sun’, ‘Rave O Phonic’, tudo junto fez a coisa acontecer, todos são importantes porque são pequenos pedaços de mim em música.

Algum DJ ou produtor vem chamando sua atenção?

Na primeira vez que viajei ao Brasil fiquei realmente impressionado com a alta qualidade dos residentes. A cena era muito techno então e existe uma cultura underground local enorme, não somente no Samba e Bossa mas também electronica, punk, rock. Essa fusão foi dinamite quando os DJs trouxeram essas raízes para os clubs.

Existem muitos, mas se eu tivesse que escolher meus 3 nomes favoritos brasileiros de todos os tempos seria Fabricio Peçanha, DJ Da Cat, aka David Herve e Luca Di Napoli. São os melhores de seus estilos.

A cena global agora é tão incrível, que nunca vi tanta música boa, tão bem produzida. A engenharia de hoje é de primeira qualidade em comparação com o passado.

Não posso escolher um DJ, mudo de idéia toda semana sobre o que gosto, porque há sempre uma track incrível. Lendas old school com som novo estão voltando e novos talentos aparecendo ao mesmo tempo. Graças a Deus por este momento.

Next Page »
Loading...
Loading...