Search Show Menu
Home Latest News Menu
Features

Como lançar uma gravadora independente de sucesso #2

Case 2: D.O.C. Records, Gui Boratto

  • Mixmag Team
  • 4 June 2018

Perguntamos 8 fundadores de labels independentes sobre como fazer a coisa acontecer de verdade.

Depois de Nina Kraviz, da Trip Recordings, o próximo com quem falamos foi Gui Boratto, do D.O.C. Records.

"A idéia de lançar minha própria plataforma, ou 'selo', veio do meu amigo e dono da Kompakt, Michael Mayer.

Ele sempre vinha, desde 2008, questionando a possibilidade de criar meu próprio selo, distribuído exclusivamente pela Kompakt, para que pudesse colocar no mercado novas descobertas musicais.

Isso devido ao fato de sempre estar mostrando material novo, de gente nova e muito talentosa que acabava conhecendo pelos lados de cá, na America do Sul.

Até que resolví criar o D.O.C.

Como o nome já diz, faço uma alusão a 'Denominação de Origem Controlada', ou 'A.O.C.', (Denominazione Di Origine Controllata) utilizada para classificar e garantir a origem e qualidade de produtos como vinhos, queijos, embutidos etc.

Nesse caso, na música.

Mas que fique claro uma coisa: o D.O.C. não é um selo de artistas exclusivamente brasileiros. Tem alemão, holandês e outras nacionalidades que estão por vir.

A beleza do techno e suas vertentes é justamente de ser uma música de linguagem universal.

Você escuta uma produção de um artista japonês, canadense ou brasileiro e não sabe dizer qual sua origem natal.

O D.O.C. não levanta 'bandeira' específica de algum estilo, mas variações que me agradam muito.

Ora mais techno, como é o caso do Shadow Movement, L_cio, ora mais pop, como Elekfantz, mas sempre com uma unidade muito clara.

Acho que música boa acaba sempre sendo unânime.”

Curta D.O.C. Records no Facebook e Instagram!

'Pentagram', novo album de Gui Boratto sai dia 15 de junho pela Kompakt.

Assista abaixo Elekfantz, gravado ao vivo do Mixmag Live Brazil!

Load the next article...
Loading...
Loading...