Search Show Menu
Home Latest News Menu
Features

Clubbing em Beirute: conheça o überhaus

O underground de Beirute, uma das capitais originais da balada

  • Marcus Barnes
  • 16 April 2018
« Read this article from the beginning

Mas nos últimos anos Ali e Nemer vem trabalhando pra valer para reintegrar o prestígio da música eletrônica na nightlife de Beirute.

Ali vem promovendo festas desde os 16. Seu pai tinha um club chamado After Eight, onde Ali fazia festas para estudantes. Nemer apareceu através de um amigo, com quem tocou um bar no centro de Beirute.

Os dois se conheceram na AUB e se tornaram amigos na hora; o temperamento mais forte de Nemer achou equilíbrio na vibe cool de Ali e vice versa.

Juntos, lançaram o überhaus original em 2012 no porão de um hotel de Ali no centro de Beirute, perto da faculdade. Rapidamente eles agruparam um time de fãs de música e os tornaram acionistas, viabilizando o projeto.

Um deles foi Romax, que com Technophile, é DJ residente do überhaus. O holandês se mudou para Beirute 12 anos atrás e levou junto um monte de discos. Ele apresentou o deep, underground house e techno à Ali.

Em um curto período de tempo o club virou sensação em Beirute, aparecendo como point underground. A partir disso, Ali e Nemer mergulharam mais fundo ainda no mundo dos clubs, investindo dinheiro em um pedaço de terra recuperado da cidade e lançando seu primeiro grande projeto num jardim a céu aberto.

Na primeira temporada, eles conseguiram levar Apollonia, depois vieram Nicolas Jaar, Seth Troxler, Damian Lazarus e Dixon, estabelecendo o club como destino oficial para os baladeiros na cidade.

A cultura liberal do Líbano deu origem a uma geração de jovens ávidos por festas, gente mente aberta no quesito música que tem o überhaus como uma espécie de escola.

“O überhaus virou o jogo para todos nós. Nós reintroduzimos o conceito de pista de dança quando o que rolava era somente serviço VIP na cidade. Começamos a reeducar as pessoas, apresentando a eles boa música e o som disco. As pessoas se acostumaram com a música comercial e por isso tivemos que guiá-los rumo ao lado mais dark, ao techno,” disse Ali.

Next Page »
Loading...
Loading...