Search Show Menu
Home Latest News Menu
Blog

4 projetos que lidam com a questão das substâncias ilegais nos festivais

É preciso falar sobre o assunto

  • Priscila Brito
  • 18 November 2017

As mortes recentes ocorridas no Ozora Brasil e no Ultra Music Festival, suspeitas de terem sido causadas pelo uso de substâncias ilegais, colocaram em evidência novamente essa realidade nos festivais de música.

Lá fora, mais precisamente nos Estados Unidos, organizações independentes tentam reduzir os danos provocados pelo consumo de entorpecentes em festivais com ações educativas durante os eventos.

O obstáculo, por hora, tem sido o RAVE Act - a lei de 2002 que prevê processo contra empresários que mantiverem em seus estabelecimentos algum tipo de ambiente que encoraje esse tipo de consumo.

Com medo de que o trabalho de organizações desse tipo seja enquadrado pela lei como encorajamento ao uso, numa possível interpretação mais ampla da lei, alguns festivais se abstêm de contar com esse tipo de serviço e se limitam a adotar política de tolerância zero.

Diante do impasse, e sabendo que o bloqueio anti-drogas nem sempre funciona, alguns grupos se infiltram nos festivais para fazer o trabalho de conscientização aos moldes de uma guerrilha, enquanto outros conseguem obter apoio dos festivais. Conheça o trabalho de alguns deles:

1 DanceSafe

Atua em festivais e raves dos Estados Unidos e Canadá com uma política educacional e de redução de danos.

O grupo faz testes e análises em substâncias para detectar possíveis adulterações em sua composição. Com isso, informa os usuários sobre os potenciais riscos e efeitos associados ao consumo das mesmas.

O objetivo final é permitir que os frequentadores dos festivais e raves possam fazer escolhas de maneira bem informada.

Festivais nos quais o DanceSafe atua: BackWoods Music Festival (Estados Unidos), Mysteryland (Estados Unidos), Pemberton Music Festival (Canadá), dentre outros.

2 Zendo Project

Médicos, profissionais de saúde mental e pesquisadores da área de psicodelia atuam em conjunto com as equipes de segurança para oferecer os primeiros-socorros, especificamente a indivíduos que estão tendo dificuldades com experiências psicodélicas.

O propósito do Zendo Project é reduzir o número de hospitalizações e prisões decorrentes do uso de substâncias lisérgicas.

Festivais nos quais atua: Burning Man (Estados Unidos) Envision Festival (Costa Rica), AfrikaBurn (África do Sul), Lightining in a Bottle (Estados Unidos), Symbiosis (Estados Unidos), YOUtopia (Estados Unidos).

Next Page »
Loading...
Loading...